É necessário entender o funcionamento da bateria para cuidar bem dela, prolongando sua vida. No caso de empilhadeiras, “me contaram na FIMATEC que…”:
1. A bateria carregada tem 2,1 Volts por elemento e densidade de 1280 g/dm 3 de uma mistura de ácido (eletrólito) e água;
2. Quando ocorre o processo de descarga, o ácido penetra nas placas de chumbo causando perda de volume da mistura;
3. Uma bateria descarregada tem 1,7 V por elemento e uma densidade de 1175g/dm3 de eletrólito na mistura;
4. No processo de recarga, o carregador provoca uma reação química que faz o ácido se soltar da placa de chumbo e o volume da mistura aumenta;
5. A partir de 80% de carga deve ser verificado o nível da mistura e completada com água até o nível marcado apenas com água desliada, desmineralizada e ou deionizada;
7. A bateria necessita de 8 horas de carga para que a mistura de água e ácido fique homogênea. Tempo menor de carga acarretará descarga muito rápida;
8. Limpezas periódicas da caixa da bateria com uma mistura de água e bicarbonato são necessárias para retirar o ácido acumulado em forma de vapor condensado quando da carga na bateria. A reação das duas misturas pode ser descartada no esgoto, pois gera apenas, água, sal e gás carbônico.
Quem, na FIMATEC, me contou: Luiz Siqueira, supervisor

LEAVE A REPLY